Passo Fundo inicia processo para a bilhetagem eletrônica no transporte coletivo

Nesta quinta-feira (13), o prefeito Pedro Almeida alinhou com a empresa Coleurb a transição para o sistema, que deverá entrar em funcionamento a partir de agosto.

Com os ônibus em adaptação, Passo Fundo inicia o processo de implementação da bilhetagem eletrônica. Em reunião realizada nesta quinta-feira (13), o prefeito Pedro Almeida alinhou com a empresa Coleurb a transição do uso dos vales-transportes para o novo sistema, que deverá estar em funcionamento a partir de agosto, trazendo mais facilidade e economia aos passageiros e estimulando o uso do transporte coletivo na cidade.

“É uma transformação necessária e importante para Passo Fundo, que vai impactar diretamente na vida das pessoas e que também trará reflexos para o próprio sistema, desde os incentivos para que o ônibus seja mais utilizado até a transparência acerca dos dados do serviço e movimento dos usuários.

A nossa preocupação é oferecer um transporte de qualidade para a população”, avaliou o prefeito.

A Coleurb gerencia o processo de implementação do sistema, que também acontece nos ônibus da Codepas. Juntas, as empresas somam 114 veículos em circulação.

Na próxima semana, os validadores que permitem a leitura dos cartões começarão a ser instalados nos ônibus.

A estimativa é que, a partir de julho, os usuários, empresas e pessoas com gratuidade já possam realizar os cadastros e solicitar os cartões.

De acordo com o diretor da Coleurb, Carlos Pereira, uma das vantagens do sistema é que, no caso de o passageiro precisar recorrer a mais de um ônibus para efetuar o seu trajeto, ele poderá fazer o deslocamento pagando apenas uma tarifa.

“O cartão eletrônico possibilita esta funcionalidade de, dentro de um tempo estabelecido, pegar um ônibus e, na linha seguinte, ter custo zero”, afirma.

O serviço oferece, ainda, mais facilidade para a população. O carregamento de créditos no cartão será feito pela internet, por exemplo.

Além disso, o sistema traz segurança aos trabalhadores que atuam diretamente no transporte com a diminuição dos valores dentro dos veículos.

Conforme Pereira, o objetivo é que o transporte coletivo passe por mudanças em seu modelo a fim de que seja modernizado e atenda às necessidades da população. “Estamos construindo soluções diferentes para a qualificação do serviço.

A bilhetagem eletrônica é um marco porque, a partir dela, é possível pensarmos em outras alternativas neste sentido”, ponderou, sinalizando que a frota da empresa terá melhorias em breve.

Buscando a qualificação do serviço, a Prefeitura tem feito outros investimentos, como os novos abrigos de ônibus, instalados nos bairros e na região central. “Temos um programa, o Ponto de Qualidade, que está reformulando os pontos para que haja mais comodidade às pessoas que aguardam os ônibus”, mencionou o prefeito.

Datas para a população

– Em julho, as pessoas que utilizam o transporte coletivo, as que possuem gratuidade, estudantes e empresas deverão realizar o cadastro e solicitar os cartões eletrônicos;

– A partir de agosto, não serão mais aceitas as passagens de estudantes atuais.

Até lá, no momento do cadastro, os estudantes serão orientados a trocarem as passagens estudantis por créditos no cartão e a compra de vales-transportes e passagens estudantis poderá ser feita apenas pela internet.

– Já os vales-transportes para a população geral, de cor vermelha, não têm uma data limite definida para a utilização, ou seja, serão válidos até nova informação.

Neste período, no caso de quem paga a tarifa integral, o acesso ao transporte será de forma híbrida, permitindo tanto a passagem quanto o cartão.

Anunciantes

Redes Sociais

Recentes