Trinta milhões de reais foram levados do mega-assalto em Caxias do Sul

A Polícia Federal iniciou as investigações para esclarecer o mega-assalto ocorrido no aeroporto de Caxias do Sul na noite de quarta-feira (19), onde foram levados trinta milhões de reais.

De acordo com as informações, o carro-forte, alvo da quadrilha, foi abastecido com R$ 30 milhões, dinheiro proveniente de um banco privado e transportado em um voo de Curitiba.

Cerca de 10 criminosos fortemente armados atacaram funcionários e vigilantes da empresa de transportes de valores, utilizando armamentos pesados, incluindo um fuzil .50, capaz de derrubar helicópteros e perfurar veículos blindados.

A quadrilha fugiu após um confronto com a Brigada Militar, no qual morreram o sargento Fabiano Oliveira, de 47 anos, e um dos criminosos.

Os veículos utilizados na fuga foram abandonados, incluindo uma caminhonete Nissan Frontier, caracterizada com emblemas da Polícia Federal.

No interior da caminhonete, os policiais encontraram R$ 15 milhões e o corpo do criminoso morto na troca de tiros.

Ele era natural do Piauí e tinha antecedentes criminais em São Paulo.

Segundo a polícia, os outros R$ 15 milhões estão com o restante do grupo. Após abandonarem os veículos, os criminosos teriam fugido para uma área de mata, onde foi montado um cerco.

Com o uso de aeronaves e um grande efetivo, as buscas continuaram nesta quinta-feira, 20, abrangendo toda a região e se estendendo fora do Rio Grande do Sul.

Polícia Federal inicia investigação, para saber o paradeiro dos bandidos que roubaram trinta milhões de reais, no aeroporto de Caxias do Sul
Foto: Neimar De Cesero / Agencia RBS

Anunciantes

Redes Sociais

Recentes